top of page

O Mistério da Água


Depois de estudar os Florais de Bach e conhecer o Espiritismo de Allan Kardec, tive uma dúvida sobre como a água tem o poder de reter as vibrações-energias das plantas (nos florais de Bach) ou dos espíritos-pessoas (Espiritismo) quando é feita a fluidificação da água nas casas espíritas. Masaru Emoto, pesquisador, fotógrafo e escritor japonês, também desenvolveu experimentos e teorias sobre a água. Segundo ele, as estruturas moleculares da água mudam quando expostas a palavras, sentimentos, músicas e até imagens. Verdadeiro ou não, a ciência atual ainda não é capaz de provar. Talvez em um futuro próximo veremos o dia em que isso será esclarecido. Aqui procuro reunir o máximo de evidências científicas e não científicas para poder compreender este mistério e contar um pouco sobre este elemento essencial - Água.


Estamos rodeados de água (líquido amniótico) a partir do 12º dia após a concepção. Este líquido nos protege, facilita a troca de nutrientes entre a mãe e o feto, permite o desenvolvimento da musculatura e a movimentação do bebê. A água é uma das substâncias mais abundantes na Terra e no Universo. Representa até 60% -70% do nosso peso corporal e regula a temperatura interna e é essencial para todas as funções corporais. Solvente universal, capaz de alterar seu estado físico (gasoso, líquido e sólido). Insípido, inodoro, incolor (azulado quando em grandes quantidades), apresenta uma expansão anómala (não se comporta termicamente como a maioria dos líquidos) e um elevado valor específico (variação térmica). A água é tão importante para o nosso corpo que podemos viver alguns dias sem comer, mas certamente morreremos se não bebermos água por 3-5 dias.


Nos Florais de Bach, a água utilizada é coletada de uma fonte intocada pelo homem. Onde está em seu estado "mais puro", surgindo de dentro da terra sem ter influências energéticas. As informações são gravadas na água e retidas como um campo de força passivo. Na tradição de cura nativa do mundo celta, a água da nascente viva era chamada de água da rocha - é a água que emerge das profundezas da terra para a luz. A água que é revivida no útero escuro da terra e encontra seu caminho de volta à luz é uma substância renascida. O sol então "imprimirá" as informações da planta na água.




No Espiritismo, água fluidificada é água normal, mais fluidos curativos. A água é um dos corpos mais simples e receptivos da Terra. É a base pura na qual a Medicação Espiritual pode ser impressa. É um excelente condutor de força eletromagnética e irá absorver os fluidos sobre ele projetados, conservando-os e transmitindo-os ao corpo doente quando ingeridos. A água fluidificada expande os átomos físicos, causando a entrada de átomos espirituais, ainda desconhecidos, e que servem para auxiliar na cura.


Tipos de fluidificação: Fluidificação Magnética: É aquela em que fluidos medicamentosos são adicionados à água pela ação magnética da pessoa (encarnado) que coloca as mãos sobre o recipiente com água e projeta seus próprios fluidos. Fluidificação Espiritual: É aquela em que os Espíritos aplicam os fluidos (sem intermediários) diretamente nos frascos com água. Na Fluidificação Espiritual, a água não recebe fluidos magnéticos do indivíduo encarnado, mas apenas aqueles trazidos pelos Espíritos. A fluidificação espiritual é a mais utilizada nos centros espíritas. Fluidificação Mista: É uma modalidade de fluidificação onde os fluidos do indivíduo encarnado se misturam aos fluidos trazidos pelos Espíritos.


Allan Kardec, no livro A Genesis, afirma: “as substâncias mais insignificantes, como a água, por exemplo, podem adquirir qualidades poderosas e eficazes, sob a ação do fluido espiritual ou magnético, que servem de veículo, ou, se desejar, de reservatório. ” Em 1943, há 76 anos, Francisco Xavier psicografou o livro Nosso Lar, e já naquela época se chamava a atenção para a importância da água e, portanto, a necessidade de preservação do meio ambiente. Neste livro, é narrada a visita que um médico que viveu na Terra e se inseriu no Plano Espiritual, ele irá visitar o Bosque das Águas, local onde existe o rio com o nome Azul e que serve de reservatório de água para aquela colônia espiritual. Diz o mentor Lísias que acompanha André Luiz, o ex-médico. - Estamos no Bosque das Águas. Aqui temos uma das mais belas regiões do “Nosso Lar”. O homem está desatento há muitos séculos - disse Lísias; o mar equilibra sua morada planetária, o elemento aquoso fornece seu corpo físico, a chuva lhe dá pão, o rio organiza sua cidade, a presença da água lhe oferece a bênção do lar e do serviço; no entanto, ele sempre se julga governante absoluto do mundo, esquecendo-se de que é filho do Altíssimo, antes de qualquer consideração. Chegará o momento, porém, em que ele copiará nossos serviços, realçando a importância desse dom do Senhor. Você entenderá então que a água, como um fluido criativo, absorve, em cada casa, as características mentais de seus residentes. A água no mundo, meu amigo, não só carrega (conduz) os resíduos dos corpos, mas também as expressões da nossa vida mental. Será prejudicial em mãos perversas, útil em mãos generosas e, quando em movimento, sua corrente não só espalhará a bênção da vida, mas também constituirá um veículo da Providência Divina, absorvendo a amargura, o ódio e as ansiedades dos homens, lavando sua casa material e purificando sua atmosfera íntima.


Na visão filosófica e espiritual do Taoísmo (Tao = Princípio / Origem), a água é o Caminho. Esvazie-se e seja natural como a água que corre no vale. A água é o começo, a mãe de tudo. A água é o exemplo vivo de como devemos agir e ser. Ela tem força e flexibilidade ao mesmo tempo. A flexibilidade não é um sinal de fraqueza, mas de adaptação ao meio ambiente. Desce do céu e permeia todas as regiões da Terra, o solo, cachoeiras, rios, lagos, montanhas, fluindo e descendo com a gravidade aos lugares mais baixos. Ela escolhe os caminhos mais fáceis, mostrando que as coisas devem acontecer naturalmente ou de acordo com as possibilidades do momento. Ao encontrar um obstáculo, a água o desgasta, dissolve ou leva consigo. Se isso não for possível, ela desvia e continua seu caminho. Em um movimento eterno e constante mutação, ele irá evaporar e retornar ao céu novamente. Nesse caminho, a água beneficia a todos por onde passa, não faz julgamentos ou distinções entre coisas, animais ou pessoas. Sua bondade não tem propósito. Estabelece-se nos lugares que todos os homens desprezam (os lugares mais baixos e mais profundos). Da água pode-se aprender virtudes de natureza suave e maleável que parecem trazer contentamento interior em um nível pessoal ou individual. Viva a vida presente com bondade com todos os seres que vivem na natureza, com todas as pessoas. Use a gentileza ao se expressar, use a gentileza ao governar, fazendo todas as coisas. Assim como a água, fique quieto, profundo como um lago. A quietude traz clareza, assim como a água turva que limpa quando se acalma. A palavra rivalidade, que vem do latim 'rivales', referia-se a pessoas ou povos que dependiam do mesmo rio (rivus, também em latim) para beber. A água não pertence a ninguém, ela pertence à todos na Terra e no Universo e deve ser compartilhada.


A água no I-Ching é o primeiro elemento da natureza, ela representa o Princípio. Na alquimia taoísta, corresponde ao alento primordial.

Tao Te Ching - O Livro do Caminho e da Virtude - Capítulo 8 A bondade sublime é como a água.


A água, na sua bondade, beneficia os dez mil seres sem preferência

Permanece nos lugares desprezados pelos outros

Por isso assemelha-se ao Caminho

Viva com bondade na terra

Pense com bondade, como um lago

Conviva com bondade, como irmãos

Fale com a bondade de quem tem palavra

Governe com a bondade de quem tem ordem

Realize com a bondade de quem é capaz

Aja com bondade todo o tempo

Não dispute, assim não haverá rivalidade



Em 2013, pesquisadores da Universidade de Toronto descobriram a água mais antiga do planeta Terra em uma mina em Timmins, Ontário, Canadá. A água foi encontrada a uma profundidade de 2,4 km e tem 1,6 bilhão de anos. Essa água coletada é única e pode nos esclarecer sobre a atmosfera ou o estado da Terra naquela época. Para os autores do estudo, estudar antigos locais de água pode ajudar a encontrar novas pistas sobre a possibilidade de vida em outras partes do sistema solar, por exemplo, nos oceanos acima das luas glaciais de Júpiter e Saturno.










Que a água continue a permear nossas vidas, ensinando e alimentando todos nós na Terra Que ela continue a trazer harmonia e serenidade


Gratidão 🙏🌎🫀🫀❤️


Se você gostou do artigo compartilhe com seus amigos e deixe o seu ❤️ ou comentário.










Referências








Julian Barnard - A essência floral criando um campo de força passivo








0 views0 comments

Recent Posts

See All

Comments


bottom of page